Início Site Página 4

Preciso ser graduado em artes para trabalhar como um artista digital profissional?

1

VOCÊ PRECISA SER GRADUADO EM ARTES PARA TRABALHAR COMO UM ARTISTA DIGITAL PROFISSIONAL?

Considerando o alto custo para obter um diploma de graduação, a questão sobre investir ou não surge novamente. Cursos online, workshops, webinars, tutoriais e até mesmo o youtube estão sendo considerados recursos educacionais respeitáveis para aqueles que desejam se afastar do modelo tradicional de ensino superior. As pessoas agora são capazes de aprender as habilidades específicas necessárias para os empregos que desejam sem sair de sua casa ou quebrar o seu banco. Isso não quer dizer que o ensino superior tradicional não tenha suas vantagens. Você pode trabalhar em colaboração e pode obter as credenciais específicas que os empregadores podem exigir. No entanto, todo setor pesa a qualidade de um candidato de forma diferente, então algumas pesquisas devem ser feitas antes de tomar uma decisão.

Como essa ideologia funciona no mundo da arte digital? Conhecendo a natureza muito onerosa da educação artística, foi realizada uma pesquisa com um grupo de instrutores da CG Master Academy (CGMA) e seus alunos sobre se acreditavam ou não que um diploma era necessário para os profissionais. Estes são os resultados:

92% dos instrutores e 90% dos entrevistados acreditam que NÃO é necessário ser graduado em Artes para exercer uma carreira dentro do segmento de artes digitais.

É importante notar que 62% dos instrutores dos instrutores da CGMA são graduados e a maioria deles acredita que não precisaram deles para trabalhar em grandes filmes e jogos. No entanto, a maioria não denunciou completamente o ensino superior. Muitos recomendam que os aspirantes a artistas examinem seus recursos com sabedoria quando quiserem desenvolver certas habilidades.

Um instrutor explicou: “Tecnicamente, seu portfólio deve demonstrar sua habilidade artística. Claro que um diploma ajuda na comunicação e no trabalho em equipe. Eu recomendo algum tipo de graduação, mas o seu portfólio é o que analisamos inicialmente. Eu também recomendaria não entrar em uma dívida enorme por um diploma, mas entendo que fazer arte em um ambiente profissional é sobre trabalho em equipe e prazos para bater “.

Outro instrutor disse: “Eu mesmo não tenho um. É uma indústria com habilidades que podem ser: 1. Autodidata; 2. Aprendizado através de sites de escolas online; 3. Aprendendo ao seguir nas redes sociais artistas profissionais; 4. Disponibilidade onine de referências de vídeos e tutoriais. Mas para balancear tudo isso, o artista deve ter um alto nível de disciplina e paixão para atingir um grau de maturidade criativa. É preciso realmente amar isso “.

A maioria dos estudantes entrevistados, que representa uma variedade de níveis de habilidades e experiência profissional, teve opiniões sobre o tema que alinhavam com a maioria dos instrutores.

Um estudante disse: “Após o ensino médio, os alunos devem ter aprendido um alto nível de habilidades de comunicação por escrito e conversação, bem como ciências básicas. Um diploma é projetado para um campo especializado além dos assuntos básicos. Como alguém que contrata artistas, Eu adoraria poder fazer um curso superior de graduação em artes digitais e escolher candidatos com base em diplomas. Mas, infelizmente, os métodos de classificação e padrões das escolas de arte não refletem a força de trabalho. Devido ao estado atual da classificação de arte na faculdade, as empresas não podem depender de um diploma para tomar decisões sobre o que faz um bom artista. Até que um sistema de classificação e graduação mais robusto seja estabelecido, uma graduação em artes digitais não é relevante. Mas falando em termos de educação que uma faculdade oferece, existem bons cursos disponíveis. Mas são muito poucos e distantes.

Outro estudante mencionou: “O colégio onde estudei foi para desenhar e pintar. Quando fui para faculdade, eu fui querer ser um generalista 3D. Se você quiser trabalhar em animação como um artista focado em personages / ambientes / desenvolvedor, você não precisará de uma faculdade para isso.”

A prova está no seu produto. Isso parece ser a conclusão que a maioria dos artistas veio a entender ao longo de sua jornada. Obviamente, todos têm a opção de passar pelos canais tradicionais de educação artística, mas nos últimos anos surgiram muitas outras opções para que os artistas obtenham as habilidades que eles exigem.

CONCLUSÃO

A Tonka3d tem sido um importante canal de cursos online desde 2008. Ao contrário de outros educadores, um diploma e um trabalho não são prometidos pela Tonka3d. Em vez disso, oferecemos aos alunos a liberdade de escolher as áreas que desejam desenvolver e dar-lhes os recursos de que necessitam para se tornarem melhores artistas – isto é o que é importante.

Confie em seu potencial e em sua força de vontade, tenha disciplina ao estabelecer suas rotinas de estudo e invista na criação de um portfólio que ao longo do tempo se torne seu principal cartão de visita junto a empregadores ou seus clientes.

Fonte: CGMA

Virada tecnológica reúne programadores e desenvolvedores de tecnologia

1

Nos dias 1 e 2 de julho de 2017, a faculdade de Ciências Exatas e Tecnologia da PUC-SP irá sediar a Virada Tecnológica, um dos principais eventos de disseminação de conhecimento em ciências e tecnologia do Brasil.

“A próxima virada só acontecerá em São Paulo em 2019, após levar essa imersão a públicos de outras cidades brasileiras.”

Especialistas, estudantes, a comunidade acadêmica, profissionais que utilizam tecnologias, programadores, profissionais de TIC, pesquisadores, empreendedores e grandes empresas se reunirão para assistir palestras e participar de oficinas, com mais de 30 horas de imersão em atividades. Adultos que levarem crianças não pagarão entrada!

“Esse grande evento foi criado com o objetivo para fornecer de forma imersiva, um update em novas tecnologias para todos os públicos”, afirmou Wagner Marcelo Miranda, fundador do evento. A Virada Tecnológica é um evento inclusivo, que tem o propósito de aprimorar o repertório do público interessado nas ciências humanas, exatas, biológicas e em tecnologia, de forma intensa, imersiva. Os ingressos vão de gratuito a R$ 30. Para pessoas com crianças a entrada é livre para grupos, bolsistas e pessoas com necessidades especiais há descontos, como incentivo à geração de conhecimento de ciências. Compras irão somente até o dia 30 de junho de 2017 no site www.viradatecnologica.com.br.

PROGRAMADORES E GAMERS REUNIDOS

Acompanhe as principais palestras e oficinas de trabalho que vão reunir iniciantes e programadores experientes, durante o evento:

Dia 1 de julho – Sábado

PALESTRAS

  • PYTHON: Crie aplicações web com Python Flask – Marcos Paulo é Desenvolvedor Senior na FS Security, Pós graduado em Engenharia de Software, desenvolvedor com 10 anos de experiência, contribuidor ativo de projetos open source como Netbeans, PHP e Python. Participou de projetos na área financeira para os Bancos Itaú e Banco ABC.
  • GAMES E E-SPORTS – Celso Sansiviero é Presidente da Confederação Brasileira de Esportes Eletrônicos e Ricardo Moura da Fisu Web Games.
  • BLOCKCHAIN: Construindo Redes Corporativas Seguras – Luiz Fernando Jeronymo, especialista em Gestão de Tecnologia da Informação pela FIA e atual Líder Técnico do Blockchain da IBM Brasil.
  • ARDUINO E WEARABLES: Dispositivos para Entretenimento – Gedeane Kenshima, Mestranda em Automação e Controle de Processos, Engenheira de Controle e Automação, Técnica em Automação Industrial, trabalha como Técnica de Laboratório Jr no Fab Lab Insper.
  • Privacy FTW – Matheus Delgado é Consultor de Segurança da Informação é especialista em testes de penetração e avaliação de processos de segurança, representa a iBLISS.
  • Processos Jurídicos – Francisco Paniquar Gatto é Consultor de TI pela Solução IT e palestrante para profissionais do meio jurídico
    – Trade Marketing Digital – Andrea Miranda, sócia fundadora da Standout é empreendedora e executiva de tecnologia com mais de 20 anos de experiência. Foi Sócia-Executiva de duas produtoras de tecnologia: Wikitoria e Rex.tc, trabalhando diretamente com as maiores agências digitais do Brasil (LoV-Dentsu, F/Nazca Saatchi & Saatchi, DPZ, Wunderman, Sinc, EURO RSCG).
  • Requisitos de Software: Uma Visão Geral – Daniel Gatti, Diretor da Faculdade de Ciências Exatas e Tecnologia da PUCSP, é graduado em ciências da computação, Mestre em Comunicação e Semiótica, Doutor em Educação Matemática e possui 21 anos de experiência acadêmica e prática em projetos paralelos.
  • Engenharia Clínica no Planejamento e Gerenciamento de Tecnologia em Saúde: Ênfase em Tecnologia Médica – Lúcio Flávio, Engenheiro Mecânico, pós-graduado em Engenharia de Segurança do Trabalho e em Administração Hospitalar.
  • CODE E ANDROID: Introdução à Kotlin, a nova linguagem oficial para Android – José Yoshiriro Ajisaka Ramos, Professor universitário na Bandtec e desenvolvedor na MAPS; Pedro Henrique Barreto, estudante da BandTec e entusiasta na linguagem Kotlin.
  • Jogos de Matemática e de Lógica de Programação – Carlos Eduardo Cavarsan, que desde 2014 desenvolve cursos voltados à Tecnologia para Crianças). É professor em duas escolas particulares em Sumaré-SP e em Campinas-SP.
  • Os Principais Desafios Jurídicos no Desenvolvimento de Tecnologias Disruptiva – Cecília Gomes e Plínio Higasi – Especialistas em Direito Digital, Direito em Tecnologia e Propriedade Intelectual. São fundadores do movimento Digital Rights.
  • Educando um Mini-Hacker: Introduzindo a Cultura Hacker para Crianças – Fabio Hirano é formado Matemática e Ciência da Computação pela USP e associado do Garoa Hacker Clube, primeiro hackerspace brasileiro.
  • Inteligência Artificial: Como isso Funciona? – José Wilker, Desenvolvedor, Empreendedor e Maker. Envolvido com tecnologia há mais de 20 anos e na comunidade de PHP desde 2004, representa a SmartApps / Reactioon.
  • Desenvolvimento web com Programação Funcional – Worms – Desenvolvedor web, estudante da programação funcional aplicada à web e jogos, desenvolvedor do Pagar.me.

OFICINAS DE TRABALHO

  • Como a Aquisição de Dados e a Instrumentação Virtual me ajuda na Engenharia: Guilherme Kenji Yamamoto – Engenheiro Elétrico, Mestre em Automação e Controle de Processos pelo Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP). Exerce a função de Engenheiro de Produto para o segmento acadêmico na National Instruments/ trabalha com insights em inovação para a linha de frente de todos os tipos de indústria no mundo, nos mais variados desafios, como IoT, Big Data etc., ocupa o cargo de Cyber-Physical Systems and new ways of teaching at Academia na National Instruments. João Machado será o par nesta apresentação.
  • INOVAÇÕES & NEGÓCIOS: Design Sprint e Mão na Massa – Ricardo Couto, fundador da Semantics, Presidente de Associação dos Designers de Interação em São Paulo e Consultor em Inovação e Experiência do Usuário.
  • Criando um Jogo Completo no Scratch: Jogos de Matemática e de Lógica de Programação – Carlos Eduardo Cavarsan, que desde 2014 desenvolve cursos voltados à Tecnologia para Crianças). É professor em duas escolas particulares em Sumaré-SP e em Campinas-SP.
  • ENGENHARIA & EMPREENDEDORISMO: Prototipagem de “Garra Biomecâmica” – Douglas dos Reis é Engenheiro Mecânico, Consultor educacional com profundo conhecimento em diagnosticar e implantar ferramentas de ponta (makerspaces, Fablabs, sala invertida, projetos baseados em desafio e profissionalização na educação básica). Lucas Lira Santos é Tecnólogo Mecatrônico, Desenvolvedor de soluções tecnológicas aplicadas ao sistema educacional com a plataforma de Robótica VEX junto a integração de Softwares como Fusion 360, SolidWorks e Sistemas Robomatter e ambos representam a Fábrica de Nerdes.
  • GAMES: Do Zero ao Herói – Eduardo Ribeiro Gonçalves Affonso – Especialista em Tecnologias e Jogos Digitais da Faculdade Impacta. Formado em Física e Especialista em Docência, possui experiência com modelagem 3D, arquitetura digital e design gráfico. Trabalha, ainda, com worldbuilding, concept art, áudio, vídeo e animação.
  • PYTHON: Introdução à Orientação à Objetos com C++ e Python – Orlando Saraiva do Nascimento Júnior é Mestre em Tecnologia pela Universidade Estadual de Campinas e tem MBA em Gestão Estratégica de Negócios e MBA em Gestão Empresarial. Assistente Suporte Acadêmico na Universidade Estadual Paulista (UNESP), é docente na Fundação Hermínio Ometto (FHO-Uniararas), no curso Sistemas de Informação.
  • GAMES: Desenvolvimento de Jogos HTML5 com o PhaserJS – David Melo da Luz é possui formação multidisciplinar. Mestre em Análise Experimental do Comportamento (PUC-SP), tem pós-graduação em Programação de Produção Games (Senac-SP). Tem graduação em Psicologia (PUC-SP) e experiência profissional em tecnologias computacionais aplicadas, design instrucional, design de interação e design de interfaces. É consultor em Tecnologias educacionais na Fundação Vanzolini em São Paulo e representa a Mplay

Dia 2 de julho – Domingo

PALESTRAS

  • ART E IoT: Dispositivos Interativos para Obras Artísticas com o “Coletivo RE(C)organize” – Fernanda Carolina Armando Duarte é doutoranda do Programa de pós- graduação em Artes Visuais da UNESP-SP e bolsista FAPESP. Mestre em Imagem e Som pela Universidade Federal de São Carlos – UFSCar, atua como Professora da graduação tecnológica em Produção Multimídia com ênfase em Design e Mídias digitais da Faculdade de Tecnologia Impacta (FIT); Rodrigo Rezende estuda Jogos Digitais na Faculdade Impacta de Tecnologia (FIT), é Designer de Programação do Coletivo RE(C)organize e desenvolve pesquisas sobre multimídia interativa e robótica com software e hardware livres.
  • CODE E GAMES: Aplicando conceitos da Web Semântica no Desenvolvimento de Games – Josivan Pereira da Silva é Bacharel em Ciência da Computação e Mestre em Engenharia da Informação, na área de Concentração em Processamento Multimídia, com pesquisas em vídeo 3D e TV Digital. Tem experiência na área de Cálculo Diferencial e Integral com ênfase em gráficos de funções de duas variáveis e fractais. Vem atuando nos temas Renderização Baseada em Imagens aplicada à Teleconferência 3D e Vídeos 3D, Realidade Virtual e Conversão de Corrente DC/AC e AC/DC. Professor do Curso de Tecnologia em Jogos Digitais da Faculdade Impacta
  • PRODUCTIVITY: Defesa em Profundidade x UTM – Tiago Drumond é Analista de Redes e Desenvolvedor WEB. Formado em redes de computadores pela Unatec, possui certificações S.S.A, T.P.A.M, F.A.R e S.E.E, todos focados em SO FreeBSD. Hoje trabalha na Amazon, focando em desenvolvimento de sistemas e administração de Data Centers e é membro representante da Área 31.
  • PRODUCTIVITY ANDROID: Produtividade no desenvolvimento Android – Jeferson Rodrigues da Silva é Bacharel e mestre em Ciências da Computação pela Universidade de São Paulo (USP) e, atualmente, trabalha como instrutor e desenvolvedor na Caelum. Possui experiência com as linguagens C++ e Java nas áreas de computação gráfica, visão computacional, processamento de imagens, otimização e também geometria computacional. Sua grande paixão é o desenvolvimento de jogos, paixão essa a qual se dedica desde os 7 anos de idade. Recentemente, tem focado seus estudos nas linguagens Java e C# voltadas para o desenvolvimento de aplicativos e jogos para plataformas mobile.
  • DEVOPS NA TRANSFORMAÇÃO DIGITAL: Mais produtos com melhor qualidade em menos tempo? – Marco César Bassi, CEO e fundador do Grupo HDI, Tecnólogo e Engenheiro, Administrador de Empresas, Pós-graduado em Administração e com MBA em Qualidade de Sistemas.
  • ENGENHARIA SOCIAL: Uma Visão Ampla sobre a Espionagem X Contraespionagem – Coronel Eugênio Moretzsohn, Ex-integrante da inteligência militar, coordenou operações contra crimes transnacionais na Amazônia Legal e fronteira Oeste do Brasil. É especialista em recrutamento, infiltração, entrevista e engenharia social. Expert em Operações de Informação (ações psicológicas, contrapropaganda, antiterrorismo, inteligência e comunicação social). Instrutor de contraespionagem e contrassabotagem, implanta programas de educação de segurança em organismos públicos e privados. Atua na Palestras Moretzsohn.
  • Uma Requisição Web do Começo ao Fim – Willian Molinari trabalha com Desenvolvimento de Software há mais de 10 anos e atua como Engenheiro de Softwares da Pothix. Autor do livro “Desconstruindo a Web: As tecnologias por trás de uma requisição”, gosta de produzir jogos com HTML5 e Javascript no tempo livre e costuma organizar comunidades de software, em São Paulo.
  • Redes Neurais Artificiais – Douglas Calzzetta Filho é Engenheiro de Projeto membro do time de marketing da Gelmato; Sérgio Mazucato é Engenheiro de Projeto da Gelmato e membro do time de consultas transacionais. Ambos representam a DeepNetworks

OFICINAS DE TRABALHO

  • Construindo APIs com NodeJs e TypeScript – Erick Wendel Gomes da Silva é Presidente do grupo NetCoders, fundador e organizador da comunidade .NET Coders Ladies. Formado em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, também é MCP e Especialista em Web Development. Atualmente desenvolve em NodeJS e TypeScript. Detém o título de Microsoft Most Valuable Professiona, é MSDN Tech Advisor, Instrutor e Palestrante.
  • Engenharia Social: Aprenda na Prática sobre Engenharia Social e as Técnicas de Ataque e Defesa para Obter e Proteger Informações Sensíveis – Coronel Eugênio Moretzsohn, Ex-integrante da inteligência militar, coordenou operações contra crimes transnacionais na Amazônia Legal e fronteira Oeste do Brasil. É especialista em recrutamento, infiltração, entrevista e engenharia social. Expert em Operações de Informação (ações psicológicas, contrapropaganda, antiterrorismo, inteligência e comunicação social). Instrutor de contraespionagem e contrassabotagem, implanta programas de educação de segurança em organismos públicos e privados. Atua na Palestras Moretzsohn.
  • Crie sua Carteira e Faça as Primeiras Transações com Bitcoins – Domenico Lerario, Especialista em criptomoedas, trabalha na Controladoria da corretora Foxbit e é co-fundador da Econobit.

Promoção cursos online da Tonka3d com 20% de desconto

0

Aproveite essas férias de julho e receba 20% de desconto na compra de nossos cursos ONLINE, válido inclusive para as promoções já existentes na loja. Acesse nossa loja e use o seguinte código promocional: FERIAS2017. Essa promoção é válida de 27/06/17 até 05/07/17.

Promocao cursos Online Tonka3d

Participe da conferência Design para Vida

0

São Paulo abriga a próxima edição da Conferência Design para Vida, que acontece na EBAC – Escola Britânica de Artes Criativa, na Vila Madalena, de 26 a 28 de maio.

A Conferência, idealizada pelo designer Anderson Falcão, criador do Projeto Design para Vida, tem como propósito aproximar o diálogo entre a universidade e o mercado e despertar a atenção e entendimento para o potencial do design como agente para o desenvolvimento e para gerar de impacto social, ambiental e econômico sustentável. Compreendendo o Brasil como um polo de fomento da Economia Criativa mundial, o design é uma ferramenta cada vez mais relevante para melhoria do bem estar-social e desenvolvimento urbano. Design é o setor que mais contribui para expansão do comércio mundial das indústrias criativas, representando mais 65% das exportações totais dos bens criativos e 60% dos serviços criativos. Segundo os dados das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento – UNCTAD. Significa dizer que 414 bilhões de dólares circularam anualmente pelo mercado mundial resultantes da transversalidade e comercialização do design.

Neste sentido, Conferência é um meio pelo qual aprofundamos o diálogo e o pensamento crítico com um grupo de pensadores em sinergia com o propósito do Design para Vida, ampliamos a capilaridade das relações, abri-se o campo para novos relacionamentos e aproxima-se pessoas através de um público qualificado e formador de opinião como executivos, empreendedores, empresários, designers, arquitetos, estudantes e profissionais e demais interessados.

Tendo como Tema Central “O Design como Agente de Mudanças”, o desafio nesta edição é trabalhar para um nível de discussão com pontos de vista diversos. Com 12 vozes que irão explanar e dialogar entre a Sexta-feira a noite (26) e o domingo pela manhã, (28).

Entre as participações já Confirmadas, CHERYL HELLER (EUA) presidente fundadora do primeiro programa MFA em Design para Inovação Social da SVA, fundadora do laboratório de design Common Wise e vencedora da prestigiada Medalha AIGA pela sua contribuição para o campo do design; ALFREDO MANEVY (BRASIL) Doutor em audiovisual, especialista em políticas públicas de cultura. Foi Secretário do MinC, Professor na Universidade Federal do Paraná e Presidente do SPCine, entregando um circuito de cinema com 22 salas públicas; FLORENCIA FERRER (ARGENTINA/BRASIL) Sociologa, especialista em Inovação Pública, Consultora no Brasil e América Latina, em uma das suas últimas atuações esteve na equipe de campanha à presidência dos EUA, da Hilary Clinton, 2016; CHRISTIAN ULLMANN (ARGENTINA/BRASIL) Designer de produto, especialista em desenvolvimento de produtos com a utilização de recursos naturais renováveis, resíduos pré e pos consumo e produção semi-industrial; DANIEL WITECY GOLDFINGER (ALEMANHA / BRASIL) Administrador, Executivo e Consultor de Empresas, Empreendedor Internacional, Mentor de Startups; HILAINE YACCOUB (BRASIL) Doutora em Antropologia do Consumo, Especialista em Estudos Populacionais e Pesquisas Sociais.

As inscrições para Conferência Design para Vida, Edição São Paulo, 2017 estão abertas e poderão ser efetuadas através do site www.designparavida.com

Associados a ADP – Associação de Designers de Produto; ABEDesign – Associação Brasileira de Empresas de Design e estudantes tem 20% de desconto.

CONFERÊNCIA DESIGN PARA VIDA, EDIÇÃO SÃO PAULO | 2017
Quando: De 26 a 28 de maio
Onde: EBAC – Escola Britânica de Artes Criativas
Vila Madalena, São Paulo

Informações:
www.designparavida.com

Globo investe em efeitos especiais na novela das seis

0

A nova novela das seis chama-se Novo Mundo e a Globo pegou pesado nos efeitos especiais em sua primeira etapa. Os primeiros capítulos surpreenderam pela qualidade técnica e pelos efeitos gráficos. Para alcançar o objetivo, os produtores se aproximaram na indústria cinematográfica e contrataram profissionais de Hollywood.

O efeitos em ‘Novo Mundo’

A novela é uma aventura romântica ambientada no Brasil do início do século XIX. Com cenários históricos e uma etapa que se passa em um navio em alto mar, os estúdios da Globo investiram meses na produção de efeitos visuais. Usando modelagem 3D e ChromaKey (técnicas bastante vistas no cinema), a novela inova no conteúdo para TV. Para algumas cenas, até os figurantes foram criados digitalmente.

Para a conclusão dos efeitos é necessária uma organização de acordo com as necessidades de cada projeto. No caso de ‘Novo Mundo’ houve várias frentes, pois era preciso fazer as caravelas em 3D, as simulações do mar, testes de render, Mocap dos personagens virtuais, conceituação e gravação de bases para inserir no chroma key, entre outros efeitos. Toda essa demanda já começou na pré-produção.

Andy Armstrong, britânico especialista em efeitos especiais, foi quem instruiu parte do elenco para as cenas de combate que aparecem na novela. Andy é ex-dublê e consagrado diretor de cenas de ação. Ele dirigiu diversas sequências em produções americanas, como O Espetacular Homem-Aranha e Highlander.

Uma das dicas dadas pelo profissional para o elenco foi para a atuação em cenas de ação. Ele diz em entrevista para o Estadão que é preciso gravar as lutas em um ritmo mais lento e com mais precisão nos movimentos e, se necessário, acelerar a velocidade na edição. Ainda ensinou melhor como coordenar e alinhar câmeras e dublês para alcançar uma melhor qualidade.

Fonte: A Gambiarra